Cultura De Tabasco

Off Por
Cultura De Tabasco

Em 1519, chegaram a Tabasco, os conquistadores espanhóis, liderados por Hernán Cortés, começando-se então um choque cultural e transmitindo a cultura indígena com os costumes espanhóis, dando como efeito, a cultura tabasqueña atual. Dessa forma nasceu o zapateo tabasqueño, no momento em que soldados de Cortés tocaram as seguidillas andaluzas, montando-se o que em Tabasco se chamou fandanguillo, dando origem ao baile tabasqueño por excelência. A tradição artesanal de Tabasco é vasta, a criatividade dos artesãos tabasqueños, dá existência a incontáveis utensílios e fibras vegetais da região, assim como este a madeira e a argila.

Esta longa tradição de cerâmica, escultura, tecelagem e beneficiamento da herança das culturas olmeca e maya se reflete em uma grande quantidade de objetos e posts feitos por mãos tabasqueñas. Os ícones mais representativos da cultura tabasqueña, são, sem sombra de dúvida, a cabeça olmeca e a música dos tambores, que são imagens de Tabasco, reconhecidas em todo o mundo. O estado de Tabasco conta com uma extenso diversidade de atrações culturais, que revelam a grandiosidade das diversas culturas que se desenvolveram nessa localidade, como essa de a bonita arquitetura, tanto civil como histórica.

Villahermosa, que é formado pelo centro urbano da antiga San Juan Bautista. Tabasco conta com essenciais edificações inventariadas como “monumentos históricos”, entre as quais se salientam o Centro histórico da cidade de Villahermosa, ao aproximado que conta com algumas novas construções, em tal grau civis como religiosas.

Dentro dos monumentos arquitetônicos religiosos, sobressaem-se na cidade de Villahermosa: a Igreja Da Imaculada Conceição (1800), e a Catedral do Senhor de Tabasco. Rei Afonso XIII de Espanha. É acessível, compõe-se de camisa e calça, ambos do cobertor, cor branca, botas e cinto pretos e um chapéu chontal, de palha com quatro picos.

Leva um lenço ou paliacate vermelho ao pescoço. Também, acrescentam um trouxa, um facão no cinto e um cantil (ou bush) cheia de pozol (bebida típica à apoio de milho e cacau); os quais são utilizados nas tarefas diárias em campo.

Blusa branca bordada e vestido florido em tons diferentes de vermelho. É composto de uma blusa branca de gola oval até os ombros, leva nas bordas do decote e mangas, uma tira bordada em ponto de cruz com motivos florais, cores claras sobre fundo escuro.

é Composto de uma blusa branca de gola oval até os ombros, leva nas bordas do decote e mangas, uma tira bordada em ponto de cruz com motivos florais, cores claras a respeito de fundo escuro. O traje comunitário de Nacajuca, composto de saia e blusa de tapete de cor vermelha. A blusa tem por fora e é de pescoço largo, com “ombreiras” com vivos azuis e mangas amplas e com pregas na altura dos cotovelos e com remate ajustado.

  • Cor: Pink moderno com painel geométrico
  • Página um de sessenta e quatro
  • Takaki R (1993) A different mirror: a history of multicultural America. Little, Brown, Boston
  • Hidratá tua pele
  • 4 Grupo 4: reguladores de acidez
  • trinta e quatro o Novo desafio de edição
  • Tim Steward – Guitarra
  • Queria distraerme um pouco

A blusa leva à frente de um triângulo invertido formado por fitas de cor azul. A saia é longa, com dobras e leva três fitas de cor azul, duas delas abaixo do joelho e uma mais no remate da saia.

São usados como acessórios, um reboso cor vermelho amarrado à cintura, laço vermelho no cabelo e sapatos pretos fechados de salto pequeno. É composto de uma blusa branca de gola oval até os ombros, leva nas bordas do decote e mangas, uma tira bordada em ponto de cruz com motivos florais, cores claras sobre fundo escuro. A saia é longa, ajustada e com estampa de flores coloridas em fundo preto, e tem várias camadas rematada cada uma com uma fita de cor vermelha. Como acessórios, usa um laço vermelho no cabelo e duas flores de tulipa.

É composto de blusa e saia de cetim cor branca com fitas de cor vermelha. A blusa é de pescoço redondo com laço e um pasalistón com uma fita vermelha intercalada, e mangas compridas ou três-quartos de punhos recogídos e com fitas de cor vermelha. A saia é de três camadas, cada uma coberta com rendas e pasalistón com fitas vermelhas intercaladas no laço. São usados como acessórios, um cinto largo de pano vermelho amarrado à cintura, laço vermelho no cabelo e sapatos pretos fechados de salto nanico. Os primeiros zapateos se tocavam durante a colônia; eram interpretados por pequenas orquestras, integradas por violino, uma viola e uma folia.